Fechar
/home/iqp6fzsh7ogs/public_html/wp-content/themes/sap-diversidade/src/assets/img/logo-pt_BR.svg

SÃO PAULO muro por MAZOLA MARCNOU

Siga seus sonhos

Soraida Ledesma

Project Manager Senior Consultant | SAP Multi Country North Latin America

A possibilidade de estar em constante processo de aprendizagem e desenvolvimento é uma das coisas que mais fascinam Soraida. Seus quinze anos de experiência à frente de projetos nas mais distintas áreas se traduzem em uma constante reinvenção que a mantém sempre altamente motivada. Para ela, o trabalho sempre foi uma parte muito importante da vida e, portanto, insiste que cada projeto profissional é uma experiência agregada e um bom investimento de seu tempo.

Ela não compartimentaliza seu mundo entre uma vida profissional e outra familiar, uma vez que ambas estão interconectadas. Essa divisão entre “vida pessoal e profissional” não existe, o que existe é apenas a “vida”, e isso inclui suas duas filhas, Jésica Lorena (16) e Angélica Sofía (8). As meninas fazem tanto parte do trabalho de sua mãe quanto a própria Soraida.

Jesica e Angelica são verdadeiras “SAPitas” (“SAPitos” é um programa da SAP que busca trazer os filhos para mais perto do ambiente de trabalho dos pais). As crianças podem visitar a empresa, buscar uma mesa para sentar e “trabalhar”, conhecer os colegas de trabalho e se familiarizar com a segunda casa dos pais. Festas conjuntas são organizadas em datas comemorativas, como Natal ou Halloween e, ao longo do ano, há uma série de atividades nas quais os “SAPitos” podem estar presentes, seja através do envio de desenhos ou de imagens, ou participando em concursos. As meninas já participaram em tantas dessas atividades que todo o RH já as conhece pelos nomes.

Graças a esse programa, agora é mais fácil para as meninas entender o trabalho da mãe. “Agora elas sabem que eu retribuo a elas todo o tempo que dedico à empresa.” Suas frequentes viagens de negócios não impedem que ela participe da rotina das filhas. As três têm hora marcada todos os dias para conversar via Skype. Elas colocam o assunto em dia, conversam sobre o dia que tiveram, a escola, os deveres de casa, e às vezes até jantam juntas. É assim que Soraida se mantém sempre presente. Mesmo a distância ela dá um jeito de surpreender Jésica e Angélica. Uma vez, quando não poderia estar em casa para o aniversário da mais velha, ela organizou uma festa com a ajuda de familiares e amigos.

Às vezes as meninas podem acompanhar Soraida em suas viagens.

É uma maneira maravilhosa de passar tempo juntas e de ensiná-las um pouco sobre novas culturas. Nós tentamos aproveitar cada momento.

Quando estão em casa, as “três mosqueteiras” – como gostam de se chamar – têm um espaço de interação garantido. Elas têm os finais de semana para terminar os deveres de casa, sair para jantar, andar a cavalo, ir a parques, assistir filmes, acampar, visitar parentes, além de várias outras atividades que gostam de fazer juntas.

Não é raro que dinâmicas familiares sejam questionadas numa sociedade que com frequência vê as mulheres como donas-de-casa.Infelizmente,uma mulher que dá conta de sua família e de sua carreira por si própria ainda causa estranhamento. “Muitas pessoas me perguntam se sou feliz, e é óbvio que sou. Eu divido esse ensinamento com minhas filhas. Elas devem aprender a ser responsáveis por sua própria felicidade e batalhar por ela”.

Soraida serve de exemplo às filhas. “Eu quero que elas sejam felizes, pessoal e profissionalmente. Eu sempre lhes digo para que deem asas a seus sonhos. Elas não precisam ficar presas a um único lugar. Eu adoraria vê-las livres e indo aonde quiserem”.

Volta e meia, até mesmo seus colegas de trabalho se surpreendem com a rotina da família e ficam curiosos em saber mais sobre a organização das três mosqueteiras. Para Soraida, a resposta é simples: sempre tentar que as meninas façam parte de seu mundo da mesma maneira que ela faz parte do mundo delas.

Assim elas não se sentem deixadas de lado, e entendem que a mãe delas está indo atrás de seus sonhos – e que elas são duas partes enormes dele.

Soraida acredita que há um paralelo entre a vida de mãe e a de uma gerente de projeto. No trabalho, ela busca a constante satisfação de seus clientes e seu objetivo principal é o de criar valor e benefícios. Em casa, a lógica é a mesma.

Eu busco sucesso pessoal e profissional, uma coisa complementa a outra. É assim que eu construo minha felicidade. Precisamos trabalhar para alcançar os nossos sonhos.

Endereço do grafite: Rua Comendador
Francisco Pettinati esquina Rua Alfredo Gioielli - Jardim Monte Kemel
| São Paulo, Brasil